| POLÍTICA

Deputados iniciam sessão maratona que terá como tema central a lei da rotulagem frontal de alimentos

A Câmara dos Deputados começou a se reunir a partir das 12h30 procurando aprovar o projeto de lei de rotulagem frontal de alimentos que alerta sobre o excesso de gorduras, sódio e açúcares nos alimentos, a fim de ajudar no combate à obesidade, hipertensão e riscos cardíacos, entre outras questões.

Telam SE
26-10-2021 | 18:13
Esta é a primeira sessão presencial plena do órgão que se realiza desde que, em março de 2020, a emergência sanitária foi ditada em decorrência da pandemia de Covid-19 e foram estabelecidas restrições, obrigando que as reuniões dos deputados fossem realizadas em sistema misto, com o a maioria dos legisladores conectados em forma virtual.

@fotoW@
A sessão plenária exigirá, no mínimo,  24 horas de debate, dada a importância e magnitude dos temas a serem debatidos na sala. A primeira medida foi a aceitação das renúncias e a posse de 3 novos deputados do partido Frente de Todos e 1 de Juntos por el Cambio, que substituem 3 deputados renunciantes e um falecido.

A pauta da sessão foi acertada entre todos os blocos, após o fracasso da reunião plenária do órgão em 5 de outubro, que foi prevista porque o partido Juntos por el Cambio decidiu não dar quórum. Embora o projeto de Rotulagem Frontal de Alimentos suscite as mais altas expectativas, há outros 21 assuntos a serem considerados.

Destacam-se os Direitos Humanos das pessoas em situação de rua e em situação de risco, a desoneração tributária para fortalecer a saída econômica e social da pandemia gerada pela Covid-19, o regime de Proteção Integral a crianças e adolescentes com câncer e o regime de Recuperação da Pecuária Ovina, entre outros.

También te puede interesar