12/10/2021 POLTICA

Governo nacional avalia aplicar terceira dose em todas as vacinas contra a Covid-19

A ministra da Sade, Carla Vizzotti, afirmou hoje que est sendo avaliada a aplicao de uma terceira dose "de todas as vacinas" contra a Covid-19, como um "reforo", "comeando pelos grupos imunocomprometidos e pelos que receberam a Sinopharm, com idade superior a 60", especificou.

“Estamos avaliando um reforço de todas as vacinas, porque tem gente que no início do ano que vem (2022) vai completar um ano de vacinação. A começar pelos grupos imunocomprometidos e aqueles que receberam a Sinopharm e têm mais de 60 anos, que vão ser considerados nessa avaliação", detalhou Vizzotti.

Vacinacão contra a Covid-19
Vacinaco contra a Covid-19

O ministro, referindo-se à inoculação de uma terceira dose, sublinhou que "desde o início sabia-se que seria necessário algum reforço" e depois comparou a vacina contra a Covid com a vacina da gripe, que é aplicada regularmente, todos os anos. “A imunidade não para toda a vida e, se ficarmos doentes, a imunidade natural também não é para toda a vida”, afirmou.

Na última semana, chegaram ao país mais de 7,6 milhões de vacinas contra o coronavírus, de diversos laboratórios, para avançar com o Plano Estratégico Nacional de Vacinação que já soma 78.554.455 doses recebidas e em cujo marco foi lançada a inoculação de meninos e meninas de 3 e 11 anos, foi relatado oficialmente.

Morreram 56 pessoas e 1.064 foram notificadas com Covid-19 nas últimas 24 horas na Argentina, o que soma 115.547 mortes registradas oficialmente em nível nacional e 5.267.339 infectadas desde o início da pandemia, informou o Ministério da Saúde.