13/09/2021 POLÍTICA

Presidente Alberto Fernández: “Este caminho que iniciamos em 2019 não vai ser alterado”

O presidente Alberto Fernández afirmou hoje que deve ser dada "prioridade ao capital argentino que produz e dá trabalho na Argentina" e reafirmou que "nada é mais importante do que o desenvolvimento da indústria argentina", após a derrota do governante partido Frente de Todos (FDT) nas eleições primárias de ontem, tendo em vista as eleições legislativas de novembro próximo.

“Esse caminho que iniciamos em 2019, para nós, não vai ser alterado”, ratificou o presidente no Museu do Bicentenário, na Casa Rosada, onde apresentou o projeto de Lei de Compre Argentino, Desenvolvimento de Fornecedores e Compras para Inovação.

O presidente Alberto Fernández
O presidente Alberto Fernández

O objetivo da medida é promover uma maior participação da indústria nacional nas compras públicas, gerar empregos e estimular o desenvolvimento de investimentos e transferências de tecnologia para os setores da economia nacional com maiores capacidades produtivas.

“Muitos que não pensam como nós, entenderam que esses privilégios não são bons porque reduzem a concorrência, mas não devemos ser bobos; é um erro pensar que assim não estamos deixando a livre concorrência; acredito que os mercados devem funcionar livremente, com regras", disse o presidente no evento hoje ao meio-dia.

Neste contexto, Alberto Fernández afirmou que “a indústria é o motor central do desenvolvimento e do crescimento”, e disse que “a indústria nacional deve voltar a ocupar um lugar preponderante no desenvolvimento do país”.