10/09/2021 SOCIEDADE

“É necessário abandonar os combustíveis fósseis”, afirma ministro do Meio Ambiente

O ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Juan Cabandié, disse que perante as mudanças climáticas é necessário “preservar as florestas nativas” e “deixar os combustíveis fósseis” para que a temperatura média anual global não continue aumentando.

“Temos que preservar as matas nativas (a bacia florestal) porque é ela que permite a captura do carbono (CO2) que emitimos. Por outro lado, uma das principais questões é a modificação da matriz energética: temos que deixar aos poucos os combustíveis fósseis e passar para energias limpas”, disse Cabandié.

O ministro do Medio Ambiente, Juan Cabandié
O ministro do Medio Ambiente, Juan Cabandié

“A ciência renova relatórios - por exemplo, o famoso relatório das Nações Unidas que foi divulgado há algumas semanas - que indicam que se não modificarmos as práticas, os métodos de produção, as matrizes energéticas, o aumento da temperatura média global anual vai continuar aumentando” afirmou o funcionário.

Por sua vez, e em relação aos compromissos assumidos pela Argentina perante as Nações Unidas para preservar o meio ambiente, Cabandié destacou a preservação da bacia florestal e a mudança da matriz energética. Ele também argumentou que “os países mais poluentes e que degradam o meio ambiente são os países ricos”.