23/07/2021 POLTICA

Ministra da Sade reafirma que "a prioridade nmero um do Governo completar os esquemas de vacinao"

A ministra da Sade, Carla Vizzotti, disse hoje que a "prioridade nmero um" do Governo completar o esquema de vacinao da populao e que est sendo feito um trabalho para receber o segundo componente da vacina Sputnik V, enquanto porta-vozes oficiais da Rssia reafirmam seu compromisso de abastecimento da vacina para "todos os pases que adquiriram o imunizante, includa a Argentina".

“A prioridade do Governo e do Ministério é completar os calendários de vacinação e estamos trabalhando para isso”, disse Vizzotti e transmitiu “tranquilidade” aos que aguardam a segunda dose porque “a primeira dose tem maior eficácia do que muitas outras de duas doses". Até agora, a Argentina já vacinou mais de 51% de sua população com pelo menos uma dose, após receber pouco mais de 40 milhões de doses.

Vacina Moderna contra a Covid-19
Vacina Moderna contra a Covid-19

Vizzotti destacou que "a Argentina foi priorizada" pela Rússia, se forem analisadas suas entregas ao estrangeiro; e lembrou que a vacina russa chegou ao nosso país “quando os laboratórios mais importantes não chegaram” e que isso “tem evidenciado uma grande fortaleza”. “É uma das vacinas mais eficazes disponíveis no mundo para prevenir internações e mortes”, acrescentou.

A responsável pela pasta da saúde acrescentou que “com a AstraZeneca e a Sinopharm” os esquemas de vacinação estão sendo completados “sem problemas” e confiou que encontrará a solução para o grupo de pessoas que já completou 90 dias da aplicação da primeira dose, sendo esse segmento o alvo da procura.

Além disso, hoje foi divulgado que a Agência Europeia de Medicina (EMA) aprovou a vacina do laboratório Moderna para menores de 12 a 17 anos, o que permite que a Argentina, que recebeu 3,5 milhões de doses da referida vacina, possa começar com a vacinação de jovens, adolescentes e crianças com fatores de risco.