24/06/2021 ECONOMIA

Governo anuncia acordo com o Clube de Paris para ampliar prazos e no entrar em moratria

O ministro da Economia, Martn Guzmn, anunciou que o Governo chegou a um entendimento com o Clube de Paris para dar "uma ponte de tempo" at 31 de maro de 2022 e assim no entrar em moratria, e tambm pr em andamento um conjunto de pagamentos prximos a US$430 milhes por um perodo de oito meses.

"No período de 8 meses, em lugar de enfrentar os aproximadamente 2,4 bilhões de dólares programados, enfrentaremos um conjunto de pagamentos próximos a 430 milhões de dólares", o qual "significa um alívio financeiro para a Argentina de 2 bilhões de dólares entre hoje e 31 de março", explicou Guzmán.

O ministro da Economia, Martín Guzmán
O ministro da Economia, Martn Guzmn


E acrescentou: "logo depois, uma vez que tenhamos um acordo com o FMI serão retomadas as negociações com o Clube de Paris para procurar uma reestruturação que possibilite criar as bases estruturais sobre qual vai ser a relação entre a Argentina e o Clube de Paris".

Ao mesmo tempo, Guzmán explicou que "a Argentina continuará fazendo esforços para chegar a um entendimento com o FMI para poder refinanciar a dívida de 45 bilhões de dólares que o governo de Juntos por el Cambio tomou entre 2018 e 2019, e que não foram utilizados para aumentar a capacidade produtiva da economia. Uma parte foi usada para pagar dívidas insustentáveis aos credores privados e outra parte para financiar a saída de capitais da Argentina", considerou.

Sobre as conversas existentes com o FMI, Guzmán antecipou que "as negociações presenciais continuarão durante a cúpula de ministros da Economia do G20", a ser realizada nos mês próximo em Veneza, entre 9 e 10 de julho.