23/02/2021 POLITICA

Ministro-chefe da Casa Civil: "Haver uma poltica de dados abertos, com um monitoramento e rastreamento das vacinas"

O Ministro-chefe da Casa Civil, Santiago Cafiero, disse hoje que "haver uma poltica de dados abertos com um monitoramento e rastreamento" das vacinas contra a Covid-19, depois das anomalias detectadas no plano de vacinao por parte do Ministrio da Sade, e afirmou que o Governo agiu "com firmeza e deciso perante um procedimento inaceitvel".

"Haverá uma política de dados abertos com um monitoramento e rastreamento da vacina", disse Cafiero e antecipou que, daqui para frente, haverá um estudo por "categoria" pelo qual mediante uma "nota, a vacina deverá ser solicitada, justificando, e caso cumprir (com as condições) será outorgada, através da Comissão Nacional de Imunização".

Ministro-chefe da Casa Civil, Santiago Cafiero
Ministro-chefe da Casa Civil, Santiago Cafiero


Cafiero reafirmou que o presidente Alberto Fernández considerou "inaceitável" as irregularidades denunciadas no procedimento de vacinação e por isso agiu com "firmeza e decisão", pedindo a demissão do ministro da Saúde, Ginés González García.

"O procedimento foi inaceitável e isso é, claramente, real, e nós somos os primeiros que o mostramos. Agora bem, que isso ofusque a maior campanha de vacinação da Argentina, eu acho que é excessivo", manifestou Santiago Cafiero e afirmou: "agimos com transparência. O Presidente agiu com firmeza e decisão perante um procedimento que considerou inaceitável e agora pediu maior rigor no monitoramento da vacina".