22/02/2021 ECONOMIA

Empresas Telefnica e Claro retornaro montantes mal cobrados embora a Telecom continua em desobedincia por contas com aumentos no autorizados

O Governo nacional anunciou hoje que as empresas Telefnica de Argentina e Claro devem reintegrar a seus clientes as importncias cobrados indevidamente durante os meses de janeiro e fevereiro, enquanto a Telecom ser punida pelo Ente Nacional de Comunicaes (Enacom) por continuar em desobedincia perante a disposio oficial em matria tarifria sobre aumentos no autorizados.

"Os usuários da Telefónica e da Claro com faturamento de março vão receber a devolução do que lhes foi cobrado a mais do que fora autorizado para janeiro e fevereiro", disse o vice-presidente do Enacom, Gustavo López. O funcionário esclareceu que a Telecom é a única empresa que não cumpriu com o decreto, será "punida e vão ser-lhe cobrado os juros pelo que está sendo cobrado incorretamente aos usuários".

Vice-presidente do Enacom, Gustavo López
Vice-presidente do Enacom, Gustavo Lpez


O decreto 690/2020 declarou que o acesso às tecnologias da informação e comunicação é um serviço público, e determinou uma prestação básica com um esquema de preços regulados. "O Estado vai agir conforme a lei até as últimas consequências, porque o serviço público não se discute, e na quinta-feira temos uma reunião com os ouvidores-gerais e as associações de usuários", antecipou López.

"A maioria das empresas cumpriu, embora algumas grandes estão em desobediência. Telecentro Direct TV devolveram os montantes, agora estão devolvendo Telefónica Claro, e somente a Telecom decidiu não cumprir com a lei", detalhou a autoridade do Enacom.